Saiba quanto o IPTU deve subir em 2014 em cada distrito de São Paulo

Saiba quanto o IPTU deve subir em 2014 em cada distrito de São Paulo


Após a aprovação pela Câmara de São Paulo das novas regras para o reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), as regiões da Sé, na zona central de São Paulo, Alto de Pinheiros, na zona oeste, e Vila Mariana, na zona sul, devem ser as áreas com maior aumento do imposto em 2014.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), anunciou que o IPTU ficará mais caro na cidade. Qual sua opinião sobre o reajuste?

Resultado parcial

Os três distritos terão reajuste médio de 19,80% para imóveis residenciais. Segundo a proposta original da prefeitura, Santa Cecília e Brás, na zona central, e Vila Mariana estavam no topo da lista das regiões com maiores percentuais de aumento.

Na parte de baixo da tabela, a quantidade de distritos que terão redução no valor do imposto no próximo ano aumentou: passou de 16 para 25. Moradores do Parque do Carmo devem pagar em média 12,10% a menos de IPTU. Entraram nesse grupo os distritos de Guainases, Raposo Tavares, Cidade Dutra, Jaçana, Pirituba, São Mateus, Lajeado, São Luís e Ponte Rasa.

Na última quinta-feira (24), os vereadores aprovaram um projeto de lei que aumenta o imposto em até 20% para imóveis residenciais e em até 35% para o comércio e a indústria na capital. A proposta deve passar na próxima semana por segunda votação para só depois seguir para sanção do prefeito.

Prefeitura não sabe para onde vai mais de 50% do IPTU pago em SP

  • Robson Ventura/Folhapress

O aumento médio do imposto em São Paulo será de 14,1% no próximo ano. Para as residencias, o reajuste médio vai ser de 10,7% e para os não residenciais, de 31,4%.

Haddad propôs inicialmente um aumento de até 30% para residências e 45% para imóveis não residenciais. Após críticas, ele teve de ceder e negociar até com a sua base aliada, que também discordava do reajuste.

Com as mudanças, a prefeitura espera arrecadar com IPTU no próximo ano R$ 6,7 bilhões, R$ 150 mil a menos em relação ao que previa o projeto inicial.

Comments

comments

Compartilhe

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>