Manifestações para a Via Dutra em vários pontos do Vale do Paraíba

Manifestações para a Via Dutra em vários pontos do Vale do Paraíba

Manifestações param a Via Dutra em vários pontos do Vale do Paraíba

Protestos na rodovia federal começaram em São José dos Campos (SP).

Pelo menos 12 municípios da região recebem atos e manifestações.

A onda de protestos nesta quinta-feira (20) parou a Via Dutra em pelo menos quatro cidades do Vale do Paraíba. Em São José dos Campos, por volta das 18h15, um grupo de manifestantes invadiu os dois sentidos da rodovia na altura do km 149. Eles se sentaram na pista, cantaram o Hino Nacional e depois marcharam pela pista.

Um grupo ateou fogo em pneus. Por volta das 20h, a lentidão chegou a 7 quilômetros em cada sentido. A Polícia Rodoviária Federal confirmou bloqueios nos dois sentidos nas cidades de Lorena, Cachoeira Paulista, Taubaté e Pindamonhangaba. De acordo com a PRF, pelo menos 3 mil pessoas ocupam a rodovia em Lorena e mais 300 em Cachoeira Paulista.

Pelo menos 12 cidades do Vale do Paraíba têm protestos nesta quinta-feira (20). Em São José dos Campos, desde as 15h, um grupo de manifestantes já se concentrava na Praça Afonso Pena, no centro da cidade, local onde o protesto estava marcado e cerca de 5 mil, de acordo com a Secretaria de Transportes, participam da manifestação no início da caminhada. Nem a Polícia Militar e nem a Polícia Rodoviária Federal têm o balanço do número de pessoas que participaram dos protestos.

Jacareí
Segundo a Polícia Militar, na rodovia Geraldo Scavone, que liga São José dos Campos a Jacareí, moradores do bairro do Rio Comprido queimaram pneus interditando a estrada. De acordo com a PM, a situação foi controlada. O Corpo de Bombeiros, informou que uma viatura foi acionada para ir ao local, mas não há ocorrências de vitimas.

Taubaté
Segundo a Polícia Militar, em Taubaté, pelo menos 10 mil pessoas deixaram a Praça Santa Terezinha, protestando com faixas, cartazes e apitos. Esse número pode chegar a 15 mil de acordo com a PM. Por volta das 18h, os manifestantes seguiram para a prefeitura e em seguida passar pela Câmara Municipal, Praça da CTI, Avenida 9 de Julho, Rua Chiquinha de Matos e encerram a caminhada na Praça Dom Epaminondas por volta das 19h15. Ao todo, o grupo percorreu quatro quilômetros.

Um dos líderes do movimento, Maurício Pereira de Souza, 24 anos, presidente do Diretório Acadêmico da Faculdade de História, Geografia e Letras da Universidade de Taubaté (Unitau), afirma que o movimento é pacifico e quer a diminuição da tarifa na cidade. “Nós queremos a redução de R$ 0,20 no valor do transporte público e que esse valor seja aproveitado para investimentos nas áreas de saúde e educação”. Atualmente, a passagem em Taubaté é de R$ 2,80 e não é reajustada há dois anos.

Outras cidades
Em Cruzeiro, manifestantes chegaram em frente a prefeitura por volta das 18h40. Cerca de três mil manifestantes participam do ato que seguiu pacificamente, segundo a Polícia Militar. Além da PM, a Guarda Municipal também reforça a segurança no local.
Em Guaratinguetá, os protestos também seguem tranquilamente em direção à Câmara. Cerca de duas mil pessoas participam do movimento. A Polícia Militar segue acompanhando o protesto.

Em Lorena, o ato também está chegando ao fim segundo a PM. Cerca de 100 pessoas participaram do ato. Em Cachoeira Paulista, o protesto seguiu de forma tranquila e reuniu cerca de 500 pessoas. Em Pindamonhangaba, 150 pessoas estão na Praça da Cascata e seguem para a prefeitura.

Cerca de 200 pessoas foram às ruas de Caraguatatuba na tarde desta quinta-feira (20). Os manifestantes percorreram as ruas do centro da cidade, Avenida da Praia e chegaram em frente da prefeitura. A Polícia Militar fez um bloqueio para impedir a entrada dos manifestantes no Paço.

 

 

Comments

comments

Compartilhe

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>